Estudantes do ensino médio do RN têm baixo aprendizado

Ser capaz de prestar provas para ingressar no ensino superior, escolher a área para atuação no mercado de trabalho e dominar o mínimo dos conteúdos considerados essenciais na grade curricular nacional: essas são expectativas que se tem, em teoria, para os alunos concluintes da 3ª série do Ensino Médio. A realidade, no entanto, está longe disso. No Rio Grande do Norte, apenas 1,5% dos estudantes da rede pública do 3º ano possuem o nível de aprendizado considerado adequado em matemática, de acordo com pesquisa divulgada pelo movimento Todos Pela Educação. Em língua portuguesa, o aproveitamento apesar de maior, não é animador – apenas 13% dos estudantes estão dentro dos padrões de aprendizagem da pesquisa.

 

O estudo investigou o aprendizado nas disciplinas de português e matemática em todos os estados brasileiros, tomando como base o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), que anualmente aplica provas para os estudantes do 5º e 9º ano do ensino fundamental e para os do 3º ano do ensino médio. A realidade precária do aprendizado não é exclusividade do RN. A média brasileira, para matemática,  é de  9,1% na 3ª série do ensino médio. Em língua portuguesa, a média é de 22,7%.