RN tem três casos confirmados de sarampo e 12 em investigação; em nota, Secretaria de Saúde de Serrinha informa que caso no município ainda está em investigação

A Secretaria de Estado da Saúde Pública divulgou nesta terça-feira (27/08) um boletim sobre a situação do sarampo no Rio Grande do Norte. Até o momento, o estado tem 3 casos confirmados e 12 casos em investigação.

O caso de Serrinha informado ontem como confirmado pela própria Secretaria de Saúde do Município, por meio de uma nota publicada no site oficial da prefeitura municipal, ainda está sob investigação. “A paciente, de 04 meses de idade, foi notificada como caso suspeito e posteriormente comprovado em laboratório com sorologia para IgM- reagente“, dizia a nota.

Em contato com o Blog Os Amigos da Onça, a Secretaria de Saúde do município informa que a partir dos exames realizados ainda não é possível afirmar que a bebê contraiu o sarampo e o caso foi notificado como suspeito e está sendo investigado.

Veja o que diz a nova nota informativa publicada nesta quarta-feira:

NOTA INFORMATIVA

Atualização e Retificação de nota informativa publicada no dia 22 de Agosto de 2019.

Aos 16 dias de agosto do corrente ano a Secretaria Municipal de Saúde de Serrinha realizou a notificação de um caso suspeito de Sarampo, de uma residente da comunidade de Maretas, de 04 meses de idade. A Secretaria de Estado da Saúde Pública do RN (SESAP), ao ter conhecimento do caso, imediatamente entrou em contato com a equipe técnica do município para garantir que o protocolo adequado fosse adotado na íntegra.

Ressaltamos que por se tratar de uma doença com grande potencial de transmissão, o Sarampo compõe a lista das doenças de notificação compulsória imediata, ou seja, todo caso suspeito deverá ser notificado, por qualquer profissional da saúde, no prazo de até 24 horas por e-mail e/ou telefone para a vigilância epidemiológica municipal e para o Centro de Informações Estratégicas em Saúde (CIEVS) do Estado.

Informamos que todas as medidas previstas em Nota Técnica emitida pela SESAP-RN e nas orientações do Ministério da Saúde foram tomadas em tempo oportuno, desde o suspeita do caso, dentre as quais podemos destacar a realização da investigação do caso com a identificação de todas as pessoas que entraram em contato com o caso suspeito, e a realização do bloqueio vacinal. Esse compreende a administração de uma dose da vacina com o componente sarampo em todas as pessoas que tiveram contato com o caso suspeito dentro do prazo de até 72h, visando interromper a transmissão viral. 
Destacamos que todas as pessoas que entraram em contato com o caso suspeito permanecerão em observação por 30 dias, estes estão registrados em nossa base de dados municipais como também na rede estadual.

Reforçamos que a situação epidemiológica em todo o país é significativa e precisa ser tratada com seriedade pelos profissionais de saúde, sendo assim, todos os setores estão mobilizados e de prontidão para efetivar ações de combate à circulação do Sarampo.

Ressaltamos que a única forma de prevenção é a vacinação, sendo assim recomendamos a atualização do cartão vacinal das pessoas que não apresentarem a comprovação das doses de acordo com a faixa etária. Além disso, informamos que crianças de seis a onze meses e 29 dias deverão receber a dose zero da vacina, e posteriormente prosseguir com as doses previstas no Calendário Nacional de Imunização.

A Secretaria Municipal de Saúde de Serrinha informa que todas as ações necessárias foram e permanecerão sendo realizadas de forma efetiva para garantir o bem-estar da população, direcionando esforços para agir diante de qualquer caso suspeito. O referido caso segue em investigação, o qual apenas poderá ser confirmado após análise do quadro clínico da paciente, análise epidemiológica e de todos os exames laboratoriais, os quais ainda estão sendo processados.

27 de Agosto de 2019

Joilson de Medeiros
Secretário Municipal de Saúde

O primeiro caso foi de um paciente do sexo masculino de 54 anos que teve um histórico de viagem a São Paulo; os outros casos confirmados foram de uma criança de 6 anos, do sexo masculino, do município de Macaíba e de uma criança de 1 ano e 6 meses, residente no município de Tibau do Sul.

De acordo com a subcoordenadora de Vigilância Epidemiológica, Alessandra Lucchesi. para confirmar um caso de sarampo a Sesap leva em consideração os aspectos clínicos, epidemiológicos e os exames laboratoriais. “Nós testamos os exames tanto para sarampo quanto para outros vírus, o que nós chamamos de exames diferenciais. E os exames que, no primeiro momento, dão como reagentes para sarampo, a amostra é enviada para o laboratório de referência para ser feito o isolamento viral. Os três casos confirmados tiveram o isolamento viral detectado para sarampo”, explica Lucchesi.

A Sesap declarou há poucos dias que o Rio Grande do Norte está em situação de alerta contra o sarampo. A preocupação do governo estadual é devido à reintrodução do vírus no país através do estado de São Paulo, que vive uma situação de surto, e devido ao fato de Natal receber diariamente grande quantidade de turistas advindos da região Sudeste. “Com a reinserção do vírus no país, as pessoas precisam estar atentas porque o vírus do sarampo está circulando e apresenta sintomatologia inicial muito semelhante à dengue, zika e chinkungunya”, conclui Lucchesi.