Após parto, mulher surta e arranca parte do dedo de médica com mordida no RN

Reprodução

Uma médica teve parte do dedo arrancado após ser mordida por uma mulher que não se conformava em receber alta antes de seu bebê. O fato aconteceu na última quarta-feira (21) no Hospital Maternidade Almeida Castro, em Mossoró. As informações são do Agora RN.

Segundo a assessoria da unidade, a mulher deu à luz na madrugada da terça-feira 20, recebendo alta 36h após o procedimento, como normalmente acontece.

O bebê, entretanto, teve que ficar no hospital por 72h, pois estava com dificuldade de respirar e, por isso, precisava tomar medicação e ser monitorado por profissionais da saúde.

Ao ser informada da situação, a mulher ficou alterada, foi até o berçário onde o bebê estava e mordeu o dedo indicador da mão direita da médica obstetra que tentava acalmá-la.

A dentada foi tão violenta, de acordo com a assessoria, que a cartilagem do dedo ficou exposta, sendo necessário encaminhar a médica para o centro cirúrgico. Durante o procedimento, a ponta do dedo teve que ser removida em virtude da gravidade da mordida.

A mulher recebeu um ‘primeiro atendimento’ no hospital e, logo em seguida, foi direcionada para suporte psiquiátrico em outra unidade. O caso é tratado pelos médicos e demais envolvidos como surto psicótico, motivado por possível depressão pós-parto.

O bebê recebeu alta e está sob a tutela da mãe.

A médica também recebeu alta e, desde então, está afastada do trabalho. Ela registrou um boletim de ocorrência e o processo legal é acompanhado pela assessoria jurídica do hospital.