Diretor-Geral do Hospital Regional de Santo Antônio, Dr. Estácio admite falta de clínico no plantão de ontem, mas afirma que a responsabilidade pelo atendimento era da prefeitura

O diretor-geral do Hospital Regional de Santo Antônio, Dr. Estácio Rubinstein, reconheceu a falta de médico clínico ontem à noite na unidade hospitalar, após a repercussão de uma matéria publicada neste Blog em que mostra várias pessoas aguardando o atendimento e o desabafo de um cidadão diante da situação. Em contato com o Blog Os Amigos da Onça,  o diretor explicou o motivo da ausência do profissional no plantão, o que ocasionou uma grande quantidade de pessoas esperando pelo atendimento na unidade hospitalar.

O diretor relatou que o clínico geral plantonista que faltou era de responsabilidade da prefeitura de Santo Antônio, pois, segundo ele, a obrigação é do município manter o atendimento na porta de entrada do hospital ficando responsável nos casos de urgência e emergência. Ele ressaltou que a falta de clínico para atender à população na unidade é um fato antigo e tem se agravado nos últimos quatro anos, tendo em vista depende do município cumprir seu papel de garantir o médico na porta de entrada da unidade.

Dr. Estácio frisou ainda que vem trabalhando incansavelmente, desde que assumiu a direção da unidade para encontrar uma solução para a situação da falta de médicos, mesmo diante das dificuldades encontradas. “Estou no hospital há 90 dias e, nesse período, não se passou um só dia sem ter pelo menos um médico para dar atendimento”, afirmou.

SITUAÇÃO SEM FIM: Sem clínico de plantão, pacientes fazem filas no Hospital Regional de Santo Antônio