Em audiência pública, deputado Kleber Rodrigues propõe mudanças no PROADI

 

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte foi palco hoje de uma grande discussão sobre os programas de renúncia fiscal no Rio Grande do Norte e os efeitos para geração de emprego.

Propositor do debate, o deputado estadual Kleber Rodrigues defendeu reformulações no Programa de Apoio ao Desenvolvimento Industrial e a implantação de uma nova política de incentivo voltada também para outros segmentos além da indústria, inclusive o varejo.

“Proporcionalmente falando, os pequenos comércios geram muito mais vagas de trabalho do que os grandes. Cito como exemplo o segmento de farmácia. Uma drogaria que fatura mensalmente R$ 1,5 milhão gera em torno de 12 empregos. Uma pequena farmácia de bairro que fatura cerca de R$ 40 mil, gera 6 empregos”, disse o deputado.
Kleber Rodrigues disse que a audiência pública foi um marco para a economia potiguar pelo produtivo debate ocorrido.

“Nesse contexto, é muito importante que o Executivo concentre atenção nas empresas locais e regionais. Oferecer incentivo para o empresário que chega de fora é importante. Mas, convenhamos, o efeito do incentivo dado para os empresários locais é muito maior. Afinal, a empresa da terra compra a grande maioria dos seus insumos aqui, sua movimentação é no próprio Estado. O resultado dessa equação é que a renúncia fiscal oferecida aos negócios locais traz uma arrecadação tributária de duas a três vezes maior do que aqueles empreendimentos que não têm suas sedes em solo potiguar”, analisou o parlamentar.

Ele ressaltou o trabalho parceiro de todos os entes envolvidos na discussão: “Todos nós que aqui estamos, a Assembleia Legislativa, o Governo do Estado, Prefeituras, associações, federações, sindicatos, classe produtiva, empresários, trabalhadores, somos partícipes de um grande processo que é a busca pelo desenvolvimento econômico do nosso Estado”.