Em protesto contra atrasos, agentes penitenciários do RN deflagram Operação Padrão

Os agentes penitenciários do Rio Grande do Norte adotaram, como forma de protesto pelos salários atrasados e de tratamento digno para com a categoria, a Operação Padrão em todas as unidades prisionais do Estado. Desde a última terça-feira, 19, apenas serviços essenciais estão sendo realizados em todo o sistema penitenciário potiguar.

Vilma Batista, presidente do Sindasp-RN, explicou que a decisão de iniciar a Operação Padrão foi tomada em Assembleia Geral da categoria, no dia 12 de fevereiro, haja vista que o Governo do Estado não apresentou uma resposta aos pleitos dos agentes.

“Todo o sistema penitenciário está funcionando apenas com atividades essenciais para manutenção da ordem, como fornecimento de alimentação, urgências médicas e cumprimento de alvará, de acordo com a Lei de Execuções Penais. Os agentes buscam pagamento de suas verbas alimentícias, bem como protestam contra as condições de trabalho e o tratamento que fere a dignidade dos trabalhadores. A categoria está sendo exposta à exaustão física e mental, bem como sofrendo perseguições e assédios”, revelou.

De acordo com Vilma, o Sindicato teve uma reunião com o Governo do Estado nesta terça. “Nós temos uma pauta que foi apresentada ainda no começo do ano e o Governo nem mesmo tinha sentado pra discutir o assunto. Agora, após essa reunião, eles ficaram de analisar as propostas apresentadas, que visam tão somente o melhor andamento dos procedimentos nas unidades, como também amenizar as condições financeiras dos servidores”, concluiu.