Justiça dá 72 horas para Bolsonaro explicar nomeação de Rolando Alexandre para PF

A Justiça Federal deu um prazo de 72 horas para o que a União justifique a nomeação do delegado Rolando Alexandre para a direção geral da Polícia Federal. A informação é da jornalista Daniela Lima, da CNN Brasil.

A decisão é da 8ª Vara Federal Cível do Distrito Federal, e atende ação do Movimento Brasil Livre (MBL), que contesta a nomeação do substituto de Maurício Valeixo no comando do órgão.

Justiça Potiguar