Justiça do RN manda suspender movimento dos policiais civis

O desembargador Saraiva Sobrinho determinou nessa quinta-feira (27) a suspensão da paralisação dos policiais civis do RN. O pedido foi protocolado pela Procuradoria Geral do Estado.

Na decisão, o desembargador destacou que a greve coloca em risco a sociedade. A decisão concedeu a “liminar para determinar a imediata suspensão do movimento”. O descumprimento pode gerar multa diária de R$ 15 mil.

O ato dos policiais civis foi iniciado na última quarta-feira (26). Eles cobram o pagamento dos 13º de 2017 e 2018, além do salário do mês de dezembro.

Nessa quinta-feira (27) houve negociação, mas o Governo do RN propôs pagar apenas aos servidores ativos. A proposta foi recusada pelos policiais civis, que mantiveram o movimento.

Ainda nessa quinta, os delegados decidiram aderir à greve. Os registros de flagrantes estão sendo realizados no Comando Geral da Polícia Militar, em Natal, e nas delegacias regionais de Caicó e Mossoró.