Média de solicitações de leitos no RN atinge nível mais alto desde início da pandemia

A média de solicitações diárias de leitos para tratamento da covid-19 atingiu o nível mais alto desde o início da pandemia. Nesse domingo (23), o número ficou em 130, de acordo com os dados da plataforma Regula RN. O número é igual ao registrado em 14 de abril, que, anteriormente, era o mais alto anotado no estado. 

Segundo os dados, a média de solicitações começou a subir no final do mês de janeiro, quando a média era de 42 solicitações. Em março, a curva estabilizou em um patamar mais elevado. Desde então, são registradas leves mudanças para cima ou para baixo.

Na Região Metropolitana de Natal, a média de solicitações nesse domingo (23) era de 77. O número mais alto foi registrado em 21 de março, quando a média foi de 97. Na Região Oeste, as solicitações estão em crescimento desde fevereiro, com leves variações durante o mês de abril. O ápice foi registrado no último sábado (22), com 53.

Pela manhã, o Rio Grande do Norte tinha 91 pacientes esperando por uma vaga de UTI. No entanto, apenas 12 leitos estavam disponíveis, quase seis vezes menos do que eram necessários. Ao todo, 97% dos leitos críticos estavam ocupados. No Seridó e no Oeste, as ocupações eram de 100%. Na Região Metropolitana de Natal, era de 95,2%.

De acordo com o boletim epidemiológico da Sesap, divulgado no fim da manhã desta segunda-feira (24), o RN chegou a 260.269 casos confirmados da covid-19. Para deixar a situação ainda pior, o estado se aproxima das 6 mil vidas perdidas para a doença. Ao todo, são 5.989 mortes provocadas pela doença.