Novos deputados estaduais defendem união em prol da recuperação do RN

A solenidade posse dos novos deputados estaduais, ocorrida na manhã desta sexta-feira, 01, mostra que a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte terá uma representação partidária mais ampla e de perfil bem diversificado.

Ao todo, nove parlamentares assumiram, pela primeira vez, uma cadeira no Legislativo estadual. Além disso, o atual quadro parlamentar é formado por 12 partidos. O PSDB lidera o número de representantes: oito.

Para o deputado Kleber Rodrigues (Avante), a renovação foi importante por trazer novos características parlamentares. “Estou aqui representando o setor privado. Vou trabalhar para a geração de emprego e renda. Esperamos também tirar o nosso Estado da atual crise que ele enfrenta”, diz.

Alysson Bezerra (Solidariedade) defende a bandeira da educação. “Também quero fazer muito pelas pessoas com deficiência, pois é uma pauta importante para mim. Eu tenho um irmão com deficiência motora”, detalha.

Já Francisco do PT, do Partido dos Trabalhadores, diz que vai trabalhar para defender os interesses do governo Fátima Bezerra. “O meu nome foi escolhido nas eleições, mas o mandato é do povo. Espero que, de forma responsável, eu consiga trabalhar para retirar o Estado da situação difícil na qual ele se encontra”, aponta.

De acordo com Eudiane Macêdo (PTC), a atuação dos novos deputados será o de retomar a autoestima da população potiguar. “Quem diria que uma promotora de vendas, que trabalhou tanto tempo dentro de um supermercado, assume hoje o cargo de deputada estadual. Eu chego com o mesmo perfil que iniciei na Câmara dos Vereadores, com muita humildade. Sei que a autoestima do cidadão norte-rio-grandense está afetada, mas vamos trabalhar melhorar esta situação”, diz.

O posicionamento de Eudiane é compartilhado por Isolda Dantas (PT). Ela defende que a Assembleia atue, de forma mais presente, nas ações para a defesa dos direitos da classe trabalhadora. “Meu mandato tem o perfil de trabalhar para garantir estes direitos. A expectativa é de cumprir o que o parlamento determina para uma deputada: fiscalizar, propor e incidir nos temas atuais do Estado. O intuito é contribuir para o crescimento do Rio Grande do Norte”, encerra.