Polícia acaba com festa na casa de Elba Ramalho

A Polícia Militar acabou com uma festa clandestina, na noite desta terça (29), que era realizada na casa de praia de Elba Ramalho, em Trancoso, no sul da Bahia. Imagens que circulam nas redes sociais mostram que um grande número de pessoas estava no local.

Uma decisão judicial, também desta terça (29), proibiu eventos festivos neste final de ano em Porto Seguro, onde fica o distrito de Trancoso. As aglomerações contrariam as orientações das agências de saúde devido à recente alta de contaminação e mortes provocadas pela segunda onda da Covid no país.

Em um pronunciamento após a divulgação das notícias sobre a operação policial, Elba Ramalho afirmou que não é responsável pela festa nem sabia da sua realização, já que a casa está alugada até 5 de janeiro para pessoas cujos nomes não foram divulgados. A cantora está hospedada no Club Med de Trancoso, que fica a 10 km de distância do local do evento.

“Eu não tenho nada a ver com a festa que fizeram em minha casa. E estou indignada e muito triste com tudo isso”, disse.

Elba disse que estava em uma missa no Quadrado e, ao sair, foi informada sobre a festa que acontecia na sua casa. A cantora ficou indignada e triste pelos ataques que vêm recebendo nas redes sociais.

“É chato, porque nós artistas precisamos dar bom exemplo. Sou muito responsável com a minha vida e com a dos outros também”, afirmou.

Segundo ela, o contrato de aluguel da casa foi feito por meio de uma empresa.

Em outra imagem que circula nas redes sociais, Elba aparece dançando, sem máscara, em um lugar em que há outras pessoas também dançando. Segundo a assessoria dela, o vídeo é do dia anterior à festa, quando ela foi prestigiar no Quadrado a inauguração do restaurante de uma amiga.

Nos últimos dias, surgiram outras polêmicas com famosos que desrespeitaram o isolamento social em um momento em que o Brasil enfrenta uma segunda onda de Covid, que já matou mais de 192 mil pessoas no país. O caso de maior repercussão envolve o jogador Neymar, que estaria envolvido em uma festa de Réveillon em Mangaratiba, na região Costa Verde do Rio de Janeiro. A assessoria do jogador nega que ele seja responsável pela celebração.

Felipe Neto também foi criticado por ser flagrado jogando futebol na segunda (28), embora seja defensor do isolamento social em suas publicações nas redes sociais. O youtuber se desculpou e admitiu o erro. “Errei. Decidi jogar um último futebol do ano. Como goleiro, indo e voltando de máscara, sem contato com ninguém e passando álcool em tudo. Ainda assim, é um erro”, escreveu. “Não cometerei novamente até a vacina. Peço perdão pelo mau exemplo”, completou.