Preço do gás de cozinha será reajustado em 7% e pode custar até R$ 130

Reprodução

A partir desta quarta-feira 1º, o reajuste de 7% no preço do gás de cozinha começa a valer para o consumidor. O aumento foi anunciado em 26 de agosto.

Desta vez, o aumento não partiu da Petrobras, mas sim das distribuidoras. O incremento será para recompor as perdas decorrentes da inflação.

Em agosto, a Petrobras já tinha reajustado o valor do gás em 7%. No ano, o botijão de gás acumula alta de 38%.

De acordo com dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio do botijão de GLP de 13 kg entre 22 e 28 de agosto era de R$ 93,65, sendo que em algumas localidades o produto chega a custar R$ 130.

O presidente da Associação Brasileira dos Revendedores de GLP (Asmirg), Alexandre Borjaili, em entrevista ao jornal O Estado do S.Paulo, afirmou que o aumento médio por botijão foi de R$ 5,80.

Segundo Borjaili, rumores no setor indicam que a Petrobras também deverá reajustar o preço do combustível no próximo mês.