RN defende inclusão de professores e policiais no plano de vacinação

Na primeira reunião dos governadores com o novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, nesta sexta-feira (26), Fátima Bezerra defendeu a inclusão dos educadores e dos agentes das forças de segurança nos grupos prioritários da primeira fase da vacinação contra a Covid-19. A chefe do Executivo lembrou que esse é um passo importante para a retomada das aulas presenciais da rede pública de ensino não só do Rio Grande do Norte, mas dos demais estados da federação. “Quanto à segurança, os agentes estão nas ruas exercendo um papel fundamental, conscientizando a população no cumprimento das medidas [restritivas] para conter o avanço do coronavírus.”  

Fátima também fez um apelo ao ministro para dar prioridade à questão do abastecimento de oxigênio nos municípios potiguares. “Fizemos um bom investimento em nossa rede de hospitais no ano passado e ela está com o abastecimento normal, mas o problema são os municípios, que precisam de cilindros para que suas unidades de saúde possam funcionar.” A governadora lembrou que as demandas referentes a oxigênio, medicamentos e leitos Covid foram encaminhadas ao então ministro Eduardo Pazuello. 

“De tudo que solicitamos, só chegaram 70 concentradores, que vieram do Amazonas. Solicitamos 450 cilindros e recebemos hoje a notícia de que está previsto para chegar, na madrugada, uma remessa de 160. Evidente que não é suficiente”, observou a governadora, renovando o apelo ao Ministério da Saúde no sentido de dar prioridade ao envio de mais concentradores e de cilindros e que o RN seja contemplado, no Plano Oxigênio Brasil, com novas usinas de oxigênio neste momento difícil que o país atravessa, de expansão da doença.  Os cilindros que chegam na madrugada serão enviados para os municípios onde os estoques estão em níveis críticos.  Nesta sexta-feira, o Brasil registrou 84.245 novos casos de Covid e bateu o recorde de mortes em 24 horas: 3.650 óbitos, segundo dados oficiais do Ministério da Saúde.

A exemplo de outros governadores, Fátima também cobrou do Ministério da Saúde a execução do Plano Nacional de Imunização. “Tenho certeza de que o senhor, ministro, vai abraçar essa luta porque o problema hoje é a falta de vacina”, a baixa taxa de imunização. Na tarde desta sexta-feira (26), chegou ao RN um novo lote de vacinas. São 66.100 doses que serão repassadas aos municípios. 

Por fim, a governadora considerou proveitosa a reunião: “O ministro disse sobre sua disposição de trabalhar em parceria com os governadores e prefeitos na condução de enfrentamento à pandemia, através do diálogo permanente com o Conass e Conasems, adiantou a percepção que ele tem da gravidade do cenário da pandemia, bem como do reconhecimento das necessidades das medidas protetivas”, declara.

AUXÍLIO EMERGENCIAL

Pela manhã, os governadores se reuniram com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, a quem apresentaram uma série de reivindicações, entre elas, auxílio emergencial e ajuda de custeio para abertura de novos leitos destinados a pacientes Covid. A governadora Fátima Bezerra defendeu a reedição do auxílio emergencial de R$ 600 para famílias em situação de vulnerabilidade, bem como auxílio para microempresas e ampliação do financiamento para a Saúde.

Obs: *Conass: Conselho Nacional de Secretários de Saúde; 
         *Conasems: Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde.