Sem dinheiro em conta e com salários atrasados, equipe de finanças do prefeito Raulison Ribeiro revela dívidas que chegam a R$ 14 milhões herdadas da gestão passada

A situação financeira da prefeitura de Santo Antônio é preocupante e extremamente delicada. Um levantamento prévio feito pela equipe de finanças da administração do prefeito Raulison Ribeiro revela dívidas na ordem de R$ 14 milhões herdadas da gestão passada com restos a pagar.

Somente com INSS, a dívida da municipalidade atinge a casa dos R$ 12 milhões, aponta a análise prévia levantada pelo setor financeiro. Com FGTS, a prefeitura tem um débito somado de R$ 1 milhão e 977 mil que pode ter acréscimo sobre esse valor. Já o PASEP, o débito chega a R$ 675 mil.

A dívida, no entanto, ainda será atualizada. O setor financeiro da atual gestão estima que essa dívida pode chegar a R$ 18 milhões.

Diante dessa situação calamitosa, a atual gestão ainda herdou a folha de dezembro e parte do 13° de 2020 dos servidores municipais. E o pior de tudo: sem dinheiro em caixa para quitar os pagamentos em atraso.

A equipe financeira da atual gestão afirmou que vai levar essa situação aos órgãos de fiscalização e controle e realizar o parcelamento dessas dívidas. Em meio a esse caos financeiro, a gestão vai adotar medidas de contenção de gastos e despesas e anunciou que estará realizando nos próximos dias um mutirão em todos setores da administração a fim de garantir o funcionamento dos serviços essenciais e o equilíbrio financeiro da máquina pública.