Senadora Fátima lamenta adiamento da conclusão do São Francisco

A senadora Fátima Bezerra lamentou nesta terça-feira (20) o adiamento da conclusão das obras do eixo norte da Transposição do rio São Francisco. O anúncio foi feito pelo ministro da Integração Nacional, Hélder Barbalho, em audiência pública da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) do Senado. Fátima, que é presidente da CDR, fez um apelo para que não haja novas quebras no cronograma estipulado e que, assim, os estados do Rio Grande do Norte, Ceará e Paraíba possam ser atendidos o mais breve possível.

O calendário anunciado anteriormente previa para junho o término das obras do eixo norte, mas o ministro informou que neste período só será possível adentrar o Ceará. Para o Rio Grande do Norte e a Paraíba a previsão passa a ser dezembro, no entanto, as obras complementares, necessárias para a fluência do rio em ambos os estados, encontram-se pendentes de orçamento.

“Vamos continuar vigilantes para que a obra do Ramal do Apodi [estrutura que levará as águas ao oeste do RN] tenha recurso orçamentário ainda em 2018. Sem o Ramal do Apodi, as águas do Rio Francisco beneficiarão apenas parte da população do Rio Grande do Norte”, afirmou a senadora Fátima.

Outra preocupação apresentada diz respeito ao projeto de revitalização do Velho Chico, uma vez que o governo federal informou que não há recursos assegurados para ações de sustentabilidade do rio. “E agora querem atrelar a revitalização à privatizaçao da Eletrobras. Que absurdo”, criticou a senadora. Fátima pediu ainda que o governo finalize as obras de Oiticica, no Seridó.

A presidente da CDR anunciou ainda a realização de audiências públicas nos estados da Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará para debater a transposição do Rio São Francisco.

Participaram da reunião os senadores Humberto Costa, Garibaldi Filho, José Agripino, Raimundo Lira, Elmano Ferrer e Cássio Cunha Lima; os deputados Beto Rosado e Fernando Mineiro; entidades representativas e sociedade civil.